Comissão Especial de Divulgação e Orientação da Política de Limpeza Pública – CEDOLP

A Semulsp criou, em 2010, a Comissão Especial de Divulgação e Orientação da Política de Limpeza Pública (Cedolp), cuja função é justamente fazer a educação ambiental da população. Ela é hoje o departamento mais importante da Semulsp, porque é a Cedolp que está preparando tanto a população quanto os catadores para uma mudança de comportamento em relação à geração de resíduos.

A comissão é hoje um braço avançado da Semulsp junto à população. É por meio de seus membros que acontece o programa de sensibilização da população para a coleta seletiva.

A comissão tem cerca de 114 membros – oriundos de duas empresas que prestam serviços de coleta de resíduos domiciliares (Tumpex e Marquise)  conforme previsto em seus contratos com a Prefeitura de Manaus, incluindo servidores da secretária e  membros da Comissão.

Essa comissão foi formada em novembro de 2010, de acordo com determinação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS – Lei nº 12.305/2010) com a exata função de levar orientação e educação ambiental a todos os segmentos sociais.

A metodologia de trabalho da Cedolp é de porta-a-porta. Seus membros visitam um bairro, um centro comercial, um órgão ou instituição (geralmente a pedido) e levam para o grupo as mensagens, panfletaria e argumentos em favor da implantação da coleta seletiva e da proteção do meio ambiente.

Visitas a comunidades – A Cedolp concentrou sua linha de atuação mais forte na Zona Leste de Manaus, durante todo o ano de 2011. Porém, também atuou de maneira sistemática em bairros onde foram identificados problemas crônicos como lixeiras viciadas, falta de observação dos horários da coleta, descarte irregular de resíduos, etc. A área da Orla da Manaus Moderna ( nos barcos e nas balsas) , por exemplo, tem um trabalho mensalmente de conscientização, organizado pela Cedolp. Ali, comerciantes, transeuntes, moradores, trabalhadores e consumidores são abordados e toda a mensagem da coleta seletiva é reforçada para que eles possam assimilar e praticar a idéia de reduzir a quantidade de lixo gerada em cada residência, comércio, indústria, etc.

Nessas visitas, os conscientizadores têm a missão de demonstrar a necessidade de cada casa ter sua própria lixeira (obrigação prevista no Código de Posturas do Município), de cada morador varrer e capinar a frente e as calçadas de sua própria casa e recolher o lixo (e não jogar na frente da casa do vizinho), de evitar o lixo nos igarapés, de acondicionar corretamente os resíduos e, principalmente, de praticar a coleta seletiva em casa, fazendo a seleção entre o resíduos recicláveis e o lixo comum (só isso já reduziria em 60% todos os resíduos gerados por cada família de Manaus).

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

CATADORES

A SEMULSP/CEDOLP realiza diariamente a coleta seletiva na cidade de Manaus. Os materiais reutilizáveis e recicláveis recolhidos por esta Secretaria são distribuídos às associações, cooperativas e núcleos de catadores.

A SEMULSP está em processo de contratação das associações e cooperativas, para realizar esse serviço de coleta seletiva no município, conforme prevê o art. 57, da Lei nº 11.445/07.

É realizada reunião do Fórum Lixo e Cidadania, que é um espaço democrático onde se discute as demandas dos catadores juntamente com a SEMULSP e o Ministério Público do Trabalho.